4 benefícios da bicicleta como meio de transporte

O uso da bike contribui para um mundo mais sustentável e indivíduos mais saudáveis

Junho 3, 2024 - 13:30
 0  8
4 benefícios da bicicleta como meio de transporte

Em 3 de junho, celebramos o Dia Mundial da Bicicleta, uma data que destaca os benefícios desse meio de transporte sustentável e saudável. De acordo com o The Bike-sharing World Map, em 2021 havia mais de 3 mil estações registradas com 9 milhões de bicicletas no mundo. Em comparação, o relatório Transport and Climate Change Global Status Report 2018 apontou que, em 2014, eram apenas 1 milhão.

Esse crescimento impressionante é impulsionado pela urbanização, busca por opções de transporte sustentáveis e popularidade dos serviços de mobilidade compartilhada. Juliana Minorello, CXO na Tembici, líder em tecnologia para micromobilidade na América Latina, aproveita a data para lembrar os benefícios da bicicleta para a saúde e a mobilidade urbana. Confira!

1. Saúde e bem-estar dos praticantes

As práticas de exercícios físicos, como o ciclismo, têm 19% de potencial na redução de gastos com internações no SUS (Sistema Único de Saúde), de acordo com dados do relatório de impacto social do uso da bike em SP. Além disso, a população gasta, em média, no deslocamento 1 hora e 20 minutos para realizar as atividades principais do dia, o equivalente a perder cerca de 32 dias por ano no trânsito.

Indivíduos dizem ter qualidade de vida afetada em razão do tempo gasto no transporte: temos 60% das pessoas afirmando que já chegaram estressadas ao local de trabalho ou estudo devido ao tempo gasto no deslocamento, conforme dados do relatório da mobilidade urbana no Brasil.

2. Preservação do meio ambiente

O meio ambiente teve uma redução de 18% na emissão de carbono, com mais estações e bicicletas nas ruas, de acordo com dados do relatório de mobilidade urbana e mudanças climáticas do CEBRAP (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento). Assim, a emissão de gás carbônico também diminui, deixando o ar mais limpo.

Optar por andar de bicicleta em vez de carro garante redução de gastos com transporte Imagem: muse studio | Shutterstock

3. Opção mais econômica

Um deslocamento diário de 20 km, por exemplo, sai por mais de R$ 1.397,08 no mês quando feito de carro; no transporte público, o gasto é em média R$ 426 e, com a bike compartilhada, fica em torno de R$ 36,90, a depender da cidade, de acordo com dados retirados da Calculadora de Trajetos da Tembici. Optando por utilizar a bike como meio de transporte, temos uma economia enorme durante o ano, tanto com a melhora nos congestionamentos quanto com a redução de gastos com transporte.

4. Valorização de imóveis

Com os ciclistas sendo mais ativos, 35% dos comércios locais têm mais visibilidade na valorização dos imóveis em locais com maior circulação de pedestres e ciclistas, conforme a Pesquisa Ipsos de 2019. Com essa circulação, as ruas para ciclistas e pedestres gerou um aumento de milhões de dólares nos comércios locais. 

Por Bruna Zanin

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow