4 dicas para usar camurça na decoração dos ambientes

Arquiteta ensina como usar o material para valorizar a estética e proporcionar conforto

Maio 8, 2024 - 19:30
 0  8
4 dicas para usar camurça na decoração dos ambientes

A camurça, com sua elegância, sofisticação e capacidade de acolher e acalmar, se destaca como um material essencial na arquitetura de interiores, sendo cada vez mais requisitada por moradores e arquitetos. “Eu recomendo o uso quando queremos adicionar uma textura para deixar o ambiente ainda mais aconchegante e elegante”, opina a arquiteta Andrea Teixeira, à frente do seu escritório.

Além das qualidades já mencionadas, a arquiteta também ressalta a atemporalidade do toque felpudo. “Sem dúvidas, a camurça está no rol de elementos sempre muito bem aceitos nos projetos, pois o visual e o sensorial sempre agradam os clientes logo no primeiro contato“, complementa a profissional que incorpora o item em estilos clássicos e inovadores. Veja como usar o material na decoração:

1. Conforto e acolhimento

Umas das referências mais habituais da camurça está no revestimento de mobiliários como poltronas, cadeiras e sofás, tornando-a facilmente exposta em livings e varandas para potencializar o conforto e deixar o espaço mais convidativo e acolhedor

2. A camurça traz versatilidade na decoração

Ademais, a camurça oferece uma enorme gama de potencialidades, podendo ser usada em diferentes cômodos, sempre de acordo com uma avaliação precisa do profissional de arquitetura. “Para que ela seja bem trabalhada, é importante pensarmos no modo como será usada e qual efeito queremos que adicione no espaço”explica a arquiteta Andrea Teixeira.

Essa análise também abre o leque para a escolha do tipo do produto, que pode ser natural ou sintético, que propicia as mesmas funções e com aparência idêntica. “Sem contar que o preço é mais acessível e com o devido respeito ao meio ambiente”, avalia a profissional.

A arquiteta Andrea Teixeira também indica investir na composição da camurça com outros materiais, assim como no projeto abaixo. Ela utiliza uma mescla poderosíssima com o ripado de madeira que recebeu prateleiras para exposição de objetos decorativos e o mármore que reveste o painel da TV e a lareira.

A camurça é altamente funcional para criar salas de cinema em casa Imagem: Nenad Radovanovic Fotografia | Projeto escritório Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli – autora Andrea Teixeira

3. Acústica arquitetônica

Somado ao visual, um dos grandes trunfos da camurça está na capacidade de proporcionar isolamento sonoro, pois devido a sua espessura, ajuda atenuar a saída do som para além do espaço delimitado, bem como a entrada dos ruídos externos.

“A camurça é muito funcional quando o objetivo é conceber uma sala de cinema dentro de casa, deixando os momentos de assistir a filmes, séries e novelas muito mais imersivos com essa absorção sonora”, observa arquiteta Andrea Teixeira. 

4. Elegância nos dormitórios

É inegável que todos os benefícios da camurça ganham um novo significado quando o material é inserido no dormitório, afinal, todo os principais propósitos do ambiente podem ser alcançados por meio do material: o aconchego tão fundamental para um sono de qualidade e o controle sonoro.

Além das tradicionais cabeceiras, é possível trazer a camurça em outros elementos como o painel da TV. Os dormitórios mais compactos, como os de solteiro, também podem (e devem) usufruir dos benefícios do material. “No caso das cabeceiras, é interessante analisar o dormitório como um todo e pensar no layout e na metragem para, só então, elaborar a peça com o encaixe perfeito”, orienta Andrea Teixeira.

Por Lucas Janini

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow