Modelo que trabalhou com Kanye West o processa por assédio sexual

Ex-assistente pessoal afirma que o rapper teria começado a enviar a ela uma série de mensagens de texto explícitas e vulgares

Junho 4, 2024 - 16:30
 0  7
Modelo que trabalhou com Kanye West o processa por assédio sexual

O rapper Kanye West está sendo processado por uma modelo que o acusa de assédio sexual. Segundo ela, o cantor se masturbava enquanto falava com ela ao telefone e enviava vídeos dele tendo relações sexuais com outra mulher. O cantor ainda não se pronunciou. De acordo com informações do TMZ, Lauren Pisciotta, deixou sua vida profissional na plataforma de conteúdo adulto “OnlyFans”, na qual ela ganhava US$ 1 milhão por ano, para se dedicar ser assistente pessoal de West. O rapper contratou Lauren em julho de 2021, após conhecê-la quando estava montando sua linha de moda. Ela diz que também colaborou com ele e trabalhou com ele em três músicas do álbum “Donda”. Ela afirma que ele a promoveu a chefe de gabinete de suas diversas empresas, com um salário de US$ 4 milhões.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Porém, Lauren conta na ação que o comportamento do rapper teria mudado um ano depois da contratação. A modelo afirma que ele teria começado a enviar a ela uma série de mensagens de texto explícitas e vulgares. Em ligações de telefone, ele supostamente se masturbava e pedia para ela adivinhar o que ele estava fazendo. Lauren também teria muitos vídeos de sexo entre o rapper e outra modelo, enviados com frequência. Em outubro de 2022, ela diz ter sido demitida e que uma indenização de US$ 3 milhões oferecida pelo músico a ela, porém, nunca foi paga. Agora, cobra na Justiça uma indenização por assédio sexual, quebra de contrato, demissão injusta e ambiente de trabalho hostil.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow