Veja as diferenças entre retinol puro e retinol-like

Produtos são importantes aliados contra o envelhecimento precoce da pele

Maio 20, 2024 - 17:30
 0  6
Veja as diferenças entre retinol puro e retinol-like

No universo do skincare, o retinol se destaca como um aliado poderoso contra o envelhecimento precoce da pele. No entanto, sua eficácia vem acompanhada de desafios, especialmente quando se trata do retinol puro. Isso porque ele pode desencadear efeitos adversos indesejados na pele, o que exige cautela durante o uso.

“Reações irritantes como queimadura, descamação ou dermatite associadas à terapia com retinoides limitam o seu uso pelos pacientes. Além disso, o manuseio e transporte desse ativo também desempenha um papel crucial em sua eficácia, já que o retinol puro é extremamente instável e facilmente degradado quando exposto à luz e ao ar”, explica o Dr. Maurizio Pupo, farmacêutico e professor especialista em cosmetologia.

Conforme o especialista, o uso de retinol puro somente deve ser feito com indicação e acompanhamento de um médico. “Além disso, os pacientes também devem ser orientados sobre o uso de hidratantes e protetores solares no tratamento feito junto ao retinol puro, pois o ativo pode causar irritação na pele, eritema, prurido e secura, sendo o conjunto dessas reações chamado de ‘dermatite retinoide’”, diz Dr. Maurizio Pupo.

Estudos entre retinol puro e retinol-like

Em um estudo realizado pelo departamento de dermatologia da Universidade da Califórnia, com 44 participantes divididos em um grupo fazendo uso do retinol puro e outro grupo com retinol-like (composto natural que ajuda a reduzir os sinais de envelhecimento da pele, atuando de forma similar aos retinoides, mas sem os efeitos colaterais do retinol puro), apontou que ambos grupos tiveram as rugas e hiperpigmentação diminuídas consideravelmente, porém, o grupo que fez uso do retinol puro, apresentou descamação e ardor na pele facial.

“Esse evento adverso associado com os retinoides puros tópicos não é novidade, já que outros estudos e testes já apontaram resultados similares, sempre com queimação, ardor e descamação da pele dos pacientes. Por isso, a indicação é sempre prestar atenção ao tipo de produto que você irá escolher e dar preferência ao retinol-like que, em diversos testes realizados pelo mundo, se mostra um agente eficaz para a melhoria do fotoenvelhecimento, além de ser uma opção muito mais segura e sem efeitos colaterais quando comparada ao retinol puro”, destaca o farmacêutico.

Contraindicações do retinol puro

O Dr. Maurizio Pupo reforça que o uso de retinol puro não deve ser feito por mulheres grávidas ou que planejam engravidar. “Embora o risco nesses casos seja baixo, ainda assim, são riscos que superam os possíveis benefícios do ativo. Também desaconselhamos o uso do ativo em mulheres em fase de amamentação, principalmente se o ativo for aplicado em grandes áreas da superfície do corpo, já que seus agentes tópicos podem ser transferidos por contato direto com o bebê no momento da amamentação”, explica.

Ainda segundo o profissional, pessoas com peles sensíveis e rosácea também devem evitar o uso de retinol tópico. “Tanto para estes grupos quanto para o restante da população, a escolha mais segura é o retinol-like, que irá garantir os mesmos benefícios e sem riscos de efeitos colaterais”, explica.

Principais riscos do uso de retinol puro

Derivado da vitamina A, como explicado acima, o retinol puro apresenta diversos benefícios para a pele. Porém, seu uso incorreto ou excessivo pode apresentar outras complicações, além do ressecamento e irritação da pele, como:

1. Agravamento da acne

Em alguns casos, o retinol pode causar um agravamento temporário da acne antes de melhorar o quadro clínico. Isso acontece porque o retinol estimula a renovação celular, o que pode empurrar as impurezas para a superfície da pele.

2. Sensibilidade aumentada ao sol

O retinol pode aumentar a sensibilidade da pele ao sol, tornando-a mais propensa a queimaduras solares. Por isso, é essencial usar protetor solar diariamente ao aplicar esse ativo na pele.

3. Incompatibilidade com certos produtos

O retinol pode ser incompatível com certos ingredientes, como ácidos alfa-hidroxi (AHA) e ácidos beta-hidroxi (BHA), que podem aumentar a irritação e sensibilidade da pele quando combinados.

Como usar o retinol puro

Como citado anteriormente, o ideal é que o uso desse ativo seja feito com recomendação e acompanhamento médico, além de forte indicação do uso diário de protetor solar e hidratante, aplicando o retinoide tópico pela noite e um antioxidante tópico diariamente. Porém, é essencial que a recomendação da quantidade de uso, quantas vezes por semana e por quanto tempo, seja feita por um especialista para evitar ou minimizar os efeitos adversos.

O retinol-like estimula a produção de colágeno, reduzindo rugas e linhas finas Imagem: Ground Picture | Shutterstock

Benefícios do retinol-like

Com ingredientes que oferecem os mesmos benefícios que o retinol puro, mas sem os potenciais efeitos colaterais, o retinol-like pode contribuir com:

1. Redução de rugas e linhas finas

O retinol-like pode ajudar a estimular a produção de colágeno na pele e, assim, reduzir a aparência de rugas e linhas finas.

2. Melhora da textura da pele

O retinol-like também pode promover a renovação celular, ajudando a melhorar a textura da pele e deixando-a mais suave e uniforme.

3. Redução de manchas escuras e hiperpigmentação

O ativo também possui propriedades clareadoras que podem ajudar a diminuir a aparência de manchas escuras, sardas e hiperpigmentação, resultando em uma pele mais uniforme.

4. Estimulação da renovação celular

O ativo pode contribuir com o aumento da renovação celular, melhorando a aparência geral da pele e reduzindo os danos causados pelo sol e envelhecimento.

5. Propriedades antioxidantes

O retinol-like também possui propriedades antioxidantes, o que ajuda a proteger a pele dos danos causados pelos radicais livres, além de prevenir o envelhecimento precoce.

6. Compatibilidade com peles sensíveis

Como explicado anteriormente, a principal vantagem do retinol-like é que, diferentemente do retinol puro, esse ativo é mais suave e menos propenso a causar irritação da pele.

7. Menor sensibilidade ao sol

Também em comparação com o retinol puro, o retinol-like é menos propenso a aumentar a sensibilidade da pele ao sol.

“Como vimos, o retinol oferece diversos benefícios para a pele e, para garantir esses resultados, com segurança e sem risco de efeitos colaterais, é de extrema importância que o consumidor saiba qual tipo de retinol está utilizando: o puro ou o like. Caso tenha dúvidas, procure um dermatologista e comece o uso do ativo com concentrações mais baixas. Ainda vale reforçar que a aplicação do protetor solar é indispensável ao fazer uso de produtos com retinol (puro ou like) em sua formulação”, finaliza o especialista.

Por Ana Carolina Patrão

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow